4th June 2019 Noodles 0Comment

Quando as coisas acontecem e pensamos sobre o assunto chegamos sempre a algumas conclusões. Podem nem sempre ser aquilo que queremos ou que esperamos, mas a verdade é que há conclusões. Por vezes essas conclusões surgem na forma de mais perguntas, algo no sentido de fechar um capítulo e começar um novo com as perguntas do anterior. Outras vezes são conclusões finais que fecham o assunto e este fica de facto resolvido, arrumado e não voltamos a pensar nisso.

Cheuguei à conclusão que estou e vou permanecer “S”. Não creio que seja uma conclusão final uma vez que é um assunto sobre o qual ainda penso bastante, no entanto é algo próximo uma vez que sinto isto cada vez mais resolvido. Ou se calhar, não é bem “resolvido”, talvez seja mais “aceite”. Uma espécie de conformismo inevitável de quem já está cansado de remar contra a maré. Sinto que há várias coisas que não consigo resolver, sendo que o sinónimo de “não consigo” é “não quero”. Porque razão nao quero eu resolver estas coisas? Será preguiça? Ou apenas um desejo de manter as coisas “unresolved”?

Não sei. É tudo muito confuso. E no entanto não é nada confuso, sei exactamente o que preciso, o que não sei é como obter o que preciso.

Se pudesse pegar numa música e usá-la como banda sonora de tudo isto esta seria a escolhida. Descreve o meu interior na perfeição.