Coisas

I digress

29th September 2020 Noodles 0Comment

Sometimes I write in English while others, most of them I write in my native language, Portuguese. I like to write in English, I also prefer to read books in English, it keeps my vocabulary current. without trying to brag or something, but I’d say that I’m very proeficient in… Damn

Comcei por escrever algo diferente mas perdi o fio à meada… Entretanto surge algo.. quer dizer, não surgiu, já cá estava. Simplesmente aceitei que é isto que me está a ocupar o pensamento e em vez de escrever sobre algo diferente resolvi escrever sobre o que me preenche os pensamentos actualmente. Portanto aqui vai:

Tenho saudades. Saudades de um aroma feminino perto de mim, algo de uma subtileza tal que se torna imperceptível para que não está atento ou, por outro lado para quem não está para aí virado. É um aroma que não tem cheiro e que no entanto conseguimos sentir quando nos aproximamos da mulher que nos consegue desarmar. Tenho saudades de um beijo, sentir o desejo entre duas pessoas no simples toque entre-lábios. A língua exploradora e que apazigua e ao mesmo tempo aumenta o prazer de ambos. Faz-me falta o abraço, aquele abraço especial que visto por fora parece um abraço igual a todos os outros e no entanto por dentro é algo único, sentem-se os dois corações a bater em sincronia. O sentir de uma pele macia de fazer inveja à seda, passar com as mãos pelos ombros dela, admirar, sentir…

Faz-me falta isto e muito mais. Sou uma pessoa feliz, embora muitas vezes não o pareça. Pelo contrário, muitas vezes até pareço uma pessoa deprimida… Na realidade sou uma pessoa feliz. Posso não andar sempre aos pulos de alegria e eufórico com a vida mas sou de facto feliz. Tenho a minha vida o mais possível organizada, a minha própria casa que me aquece e protege, tenho o meu gato e sou uma pessoa feliz. Sinto-me bem comigo próprio, gosto do que sou. Estou sozinho e não sinto solidão, embora por vezes me faça falta o contacto humano de alguém especial. Alguém que apenas venha a acrescentar ao que já tenho.