27th July 2019 Noodles 0Comment

Agora que a zanga já se foi embora fica apenas a realização pura e dura de que dói. Sinto a dor, vivo-a e no entanto faço os possíveis para não entrar na auto-comiseração. Não é fácil. A tentação de começar a perguntar “why me?” é forte.

Felizmente estou a suceder em manter-me apenas onde estou. Sinto-me triste, com dores em sítios tão óbvios e ao mesmo tempo tão desconhecidos. Estou a redescobrir-me e a reaprender a reconhecer… não… Estou a reaprender a aceitar o que sinto.

Sou uma pessoa que acredita que os contos de fadas são possíveis. Eu gosto de histórias de príncipes e princesas. Não abdico dessa minha faceta. E ao mesmo tempo enfrento a realidade com toda a sua franqueza.

Se calhar já não vou encontrar a minha princesa.