5th July 2020 Noodles 0Comment

Compor música é para mim um acto de prazer puro. Gosto de tudo o que envolva criação e criatividade, mas se tivesse que ordenar uma lista por importância, creio que a composição musical apareceria no topo. Toda a música que componho tem dois objectivos: o primeiro é o prazer que sinto só pelo simples facto de compor, o segundo é levar-me a mim e a quem ouve numa viagem. Não há mensagens sociais, nem de amor, nem de nada, há apenas uma viagem por um qualquer ambiente. Esse ambiente para mim pode ser uma coisa, para outra pessoa poder algo completamente diferente. Se uma pessoa ouvir uma musica minha e me disser que fechou os olhos e conseguiu imaginar uma viagem por um qualquer sítio real ou fictício, então já me sinto satisfeito.

Embora seja verdade que não componho para os outros, faço-o por mim e para mim, não consigo deixar de ficar satisfeito quando alguém gosta do que criei, quando alguém diz que esteve numa viagem distante só pelo simples facto de ouvir a minha musica.

No fundo a música é uma forma de expressão, é uma maneira de contar histórias e…

acho que eu sou um contador de histórias.