24th June 2019 Noodles

Flutúo tranquilamente à derivanas rugas deste mar calmo.Talvez à procura de outra vidaou de alguma gentil alma. Numa tentativa quase alegre de escrever esta poesia, sinto-me a fugir às regras de toda e qualquer fantasia. Há dentro de mim algo enorme para dar, talvez um amor sem fim, falta-me apenas aquele mar que possa abrigar dentro de mim.

3rd June 2002 Noodles

Navego por um mar salgado,ao teu encontro, meu amor.Viajo por um universo estrelado,ao teu lado, meu amor. Um turbilhão de sentimentos,brinca dentro do meu ser.Provocando imensos momentos,do mais puro prazer. Nada disto seria possível,não fosse pela nossa união.A tal que faz tudo exequível,tudo aquilo que é a nossa paixão. Tento transformar amor em poesia,escrevendo estes versos.Talvez tenham cheiro a maresia,e talvez apenas pensamentos dispersos.