6th January 2019 Noodles

É muito curiosa a forma como mudamos o nosso estado de espírito, o nosso “mood”, num simples instante. Ora estamos zangados e a fazer filmes quando, de repente, ao ter informação nova passamos a estar tristes e preocupados.

3rd January 2019 Noodles

Uma perguntita rápida e no entanto, possivelmente complexa: O que é que se faz quando queremos mesmo falar com alguém, a pessoa com quem podemos falar nos ignora e a pessoa que nos dá atenção não é a pessoa indicada para falarmos?! Hein?! Tou-me a passar… e é só isto mesmo.

3rd January 2019 Noodles

E vão três noites disto. Deito-me cedo, durmo (acho eu) descansado. Acordo às cinco da manhã para ir à casa de banho e volto para a cama. Não consigo voltar a adormecer, viro-me para um lado e para o outro, revejo o dia anterior na cabeça, analiso sentimentos relativos a tudo o que aconteceu, penso no que deveria/poderia ter feito e não fiz. E são cinco da manhã e não consigo dormir. Se calhar já dormi suficiente, talvez o meu corpo não precise de mais sono, não sei.

2nd January 2019 Noodles

Pausa, parar, sono… Fazer uma pausa é bom mas não há como fazer uma pausa da vida. Parar, por vezes, ainda é melhor e no entanto, por muito que possa surgir essa ideia, não há vontade real de a concretizar. Tenho a mente às voltas e no entanto consigo adormecer. Acordo às cinco, vou à casa de banho e volto para a cama e os pensamentos voltam todos. A dor que sinto está cá, não foi embora. Sinto que cada vez que começo a conseguir lidar com isto, que começo a gostar de estar comigo, o universo arranja maneira de…

30th December 2018 Noodles

A essência da iluminação… Algo que me está a ser transmitido, dito de uma forma muito subtil e que ainda não estou a conseguir ver em condições. Há uma certa mistura de sentimentos que ainda não estou a conseguir identificar ou, pelo menos, descobrir o porquê de os estar a sentir. Está tudo muito fresco, é muito recente e as coisas ainda não tiveram tempo de cozinhar. Eventualmente, lá chegarei.

22nd November 2018 Noodles

Curioso. Num cruzamento em que ninguém dá passagem aos que vêm da esquerda, tu páras e deixas avançar um carro. Imediatamente o que vem atrás de ti faz o mesmo e assim sucessivamente.

21st November 2018 Noodles

… às vezes há coisas que quando pensamos nelas ficamos quase sem pensamentos de sobra porque elas ocupam tanto na nossa cabeça que não há espaço para mais nada. De vez em quando tenho coisas dessas na cabeça e há ainda outras vezes em que não tenho espaço para mais pensamentos porque tenho a minha cabeça cheia de nada. O que me leva a perguntar: Afinal, o nada ocupa espaço ou não? Em algumas, se não todas as linguagens de programação, o zero não é igual ao null (nulo). O zero ocupa espaço enquanto algarismo que é, enquanto que o…

28th October 2005 Noodles 2Comment

do Gr. psyché, alma + iatreîa, tratamento. s. f., medicina ou clínica das doenças mentais e da sua terapêutica O que é que leva um psiquiatra a diagnosticar uma doença mental a um paciente? Quais são os dados em que se baseia? Serão apenas os sintomas visíveis ou detectáveis através do diálogo, comparados com casos já documentados? Na minha opinião, se um psiquiatra se basear apenas na comparação do que vê com o que já está documentado, não é um bom psiquiatra, não está a fazer uma boa análise da situaçao; acho que está apenas a fazer uma comparação de…

8th September 2005 Noodles

Acabei de ouvir esta conversa: – Pois é, já não é este ano que vais ganhar a taça!- Oh, há quantos anos é que tu não ganhas nada? [A conversa foi muito mais longa, mas para o que quero dizer isto chega]. Obviamente que esta conversa foi sobre futebol e clubes de futebol. Intriga-me que todo o “macho que é macho”, que fala de futebol e do seu clube, tenha este tipo de conversas. Em vez de dizerem “o teu clube não ganha nada há n tempo” dizem “tu não ganhas nada há n tempo”. Mas afinal quem é que…

5th September 2005 Noodles

Ela raramente se lembra completamente da noite anterior, tem alguns flashes, algumas memórias confusas e muitas brancas; há certas horas ou minutos da noite anterior que desapareceram por completo da sua memória. De todas as vezes que isto lhe acontece ela diz que nunca mais volta a beber, mas há sempre um dia em que isto acontece novamente. Já é quase noite, ela dormiu o dia quase todo e nem deu pelo tempo passar; recorda-se vagamente de ter tomado um comprimido para a ressaca antes de se deitar, mas será que tomou mesmo? A sua cabeça anda à roda, as…