3rd August 2019 Noodles 0Comment

Tenho estado tipo avestruz com a cabeça enterrada na areia. Se eu não conseguir ver as coisas que me magoam elas também não me conseguem ver.

Já retirei a cabeça da areia, tudo apareceu à minha volta. Não que nada estivesse lá antes, eu simplesmente tinha escolhido não ver. Agora, vejo tudo o que me rodeia, aceito o universo tal e qual como ele é. Talvez isto possa ser visto como uma espécie de “conformismo”, no entanto não é mesmo.

Durante anos tentei controlar tudo e quando não conseguia era um drama. Agora nada disso me afecta. Aceito que não posso controlar tudo. Apenas posso controlar aquilo que depende única e exclusivamente de mim.

Posso ter sonhos e desejos, e acho que é muito saudável ter tudo isso. Apenas aceito que nem sempre poderei satisfazer os meus desejos ou realizar os meus sonhos. Aceito que há coisas que eu quero e que provavelmente nunca as terei, principalmente porque isso não depende só de mim. Faço a minha parte, aquilo que eu posso controlar e deixo o resto para o universo.