Writer’s block… or not

I am going through a bit of a rough spot with my writing. I start writing something and stop after one or two paragraphs. I simply lose my inspiration. I write and delete, and write and delete and it all comes to nothing. Paper going into the trash. In the old days, I would write about my “downs” and also my “ups”, I would write just about everything. But I guess I’m a changed person; I’m having difficulty writing about anything. I used to write about useluss stuff, ficcion, reality, happy, sad, it didn’t matter. Now, I’m trying hard to write and nothing ever comes out.

Well, I AM writing this.

But even so it was not what I wanted to write about. I want to write about all the hurricane like feelings that I’m feeling. All that I feel: happy, sad, lonely, peaceful, angry, quiet, noisy, everything. And yet I write about my inability to write about all that I want to write.

I am sad, or maybe, sad is too strong a word. I’m melancholic. Yes, that’s it. Nostalgic about days long gone that will never return. And I’m also hopeful, for new days that are to come. I miss talking until my toungue fell off. I miss having a listener. And I am not sad. I just feel a bit down and nostalgic.

Friends tell me that I need to come out of my shell and go talk to people. And yet, I don’t want to come out of my shell. Meeting new people to me is not just a matter of “stepping out of my comfort zone”, it’s a huge effort on me and my emotions. Deep down I know that nothing bad will happen, but it’s such an energy drain that I just feel exhausted afterwards.

And yet all it takes to soothe me is one simple and soft touch.

A melhor maneira de começar o dia.

Acordei muito rabugento, não tinha vontade nenhuma de me levantar ou ir trabalhar.
A muito custo preparo-me e saio de casa….
Antes de saír, ao despedir-me da minha mulher ela diz-me:
“Feel good, I love you!”

Opá… é a melhor coisinha que me disseram em toda a minha vida… derreti-me todo.

Obrigado amor, de facto sinto-me bem…

O meu cabelo está muito macio…

…demasiado macio, ou melhor, está é pastoso. Ao que parece, hoje de manhã saí do banho sem tirar o amaciador…. acho eu. Eu lembro-me de enxaguar a cabeça depois de pôr o amaciador, mas não me lembro se foi suficiente ou se foi pouco. É de tal modo que agora tenho o cabelo semi-pastoso e muito macio…
Enfim… é o que dá fazer as coisas cheio de sono… a minha memória está como o tempo por aqui… muito nublada.

Sexta-feira

Hoje é sexta, sexta-feira, vendredi, friday, the day before saturday, wowowowowowow…
Este fim de semana vai ser de arromba, vamos provocar um rombo em qualquer coisa.

Ah, já estava com saudades destas coisas atabalhoadas.

Hummm… estranho..

Das duas, uma… ou o meu acesso à internet está completamente atrofiado, ou então o proxy daqui da empresa está a bloquear o que deve e o que não deve, ou então é o meu Firefox que está completamnet atrofiado, ou vai na volta é a “Intranet” que está no mato… Mas se calhar tem tudo a ver com suas excelências, os “enginheiros” do help-desk ou da manutenção da rede interna. Desde ontem que andam a mexer na rede interna, alteram perfis, retiram permissões aqui acrescentam ali, mandam o “file-server” abaixo e tudo isto sem um único aviso aos funcionários cujo perfil de rede está a ser afectado em consequência disto.

Afinal não é das duas, uma. É das muitas, uma… hi hi hi.

Cada vez me convenço mais que faz falta ter um cão daqueles bem grandes por cada “enginheiro” do help-desk desta empresa. Assim ficam os “enginheiros” e os cães. Assim ficam os “enginheiros” para dar de comer aos cães (e acho que até para isso a competência deles é duvidosa), e os cães para não deixarem os “enginheiros” mexer nas máquinas… :o)))

Have a nice day.